Reservas do concurso da PM de 2009 fazem novo protesto

Os reservas do concurso da Polícia Militar de 2009 prometem para esta terça-feira um novo protesto cobrando mais contratações. No mês de março, o então governador do estado, Eduardo Campos, autorizou a nomeação de dois mil candidatos para a Polícia Militar de Pernambuco. No entanto, até hoje, essas nomeações não foram feitas.

Aprovados sonham em usar a farda da PM e trabalhar. Foto: Carolina Braga/Esp. DP/D.A Press

Aprovados sonham em usar a farda da PM. Foto: Carolina Braga/Esp. DP/D.A Press

No protesto marcado para a partir das 12h desta terça, os reservas irão seguir da Assembleia Legislativa de Pernambuco até o Palácio do Governo, onde querem pedir que o número de PMs nomeados seja maior. “Ainda restam 12 mil pessoas para serem chamadas e o governo do estado não contrata ninguém. A segurança de Pernambuco está em estado de calamidade. Estamos querendo trabalhar para reduzir essa criminalidade”, disse um dos reservas ao blog.

Segundo o governo do estado, os dois mil novos convocados serão submetidos às fases complementares da primeira etapa do certame, que compreende o exame físico, exame médico e avaliação psicológica. Na sequência, serão submetidos ao curso de formação, para serem nomeados, o que ainda não tem data prevista.

Governador autoriza contratação de 1000 PMs do concurso de 2009

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, assinou nesta quinta-feira dois atos relacionados à segurança pública. Um deles trata do Projeto de Emenda Constitucional, que altera o artigo 103 da Constituição Estadual: na prática, transformará a carreira de delegado de Polícia Civil em jurista.

O segundo, e mais esperado por uma legião de 12 mil pessoas, autoriza a convocação de 1.000 aprovados no último concurso da Polícia Militar, realizado em 2009, para recompletar o efetivo.

Aprovados sonham em usar a farda da PM e trabalhar. Foto: Carolina Braga/Esp. DP/D.A Press

Aprovados sonham em usar a farda da PM e começar trabalhar. Foto: Carolina Braga/Esp. DP/D.A Press

As assinaturas ocorreram na abertura da reunião do Comitê Gestor do Pacto pela Vida, que aconteceu na sede da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado. O governador agradeceu o empenho das equipes que trabalham no Pacto e parabenizou pelos resultados já alcançados. Ressaltou, ainda, benefícios das medidas para a segurança do estado. “O recompletamento do efetivo será direcionado às áreas de maior desafio do ano no Pacto pela Vida”, destacou Campos.

O chefe de Polícia Civil, Osvaldo Morais, comemorou a ação, que atende a um pleito antigo da categoria. “Isso não é só importante para os delegados, mas também para a sociedade. A sociedade vai ter um profissional motivado e qualificado”,  diz Morais.

Já os mil aprovados no último concurso da PM serão submetidos a segunda etapa do concurso, e, em seguida, ao curso de formação para serem nomeados. “Esses policiais que serão contratados vão repor os que estão saindo. Vamos procurar reforçar as áreas mais problemáticas, em termos de resultados, do Pacto pela Vida, para que possamos priorizar a distribuição desse efetivo para essas áreas”, afirma o comandante geral da Polícia Militar, Carlos Pereira.

Com informações da assessoria do governo do estado

Candidatos do concurso da PM de 2009 ainda esperam convocação

Depois da nomeação dos últimos 1.612 aprovados no concurso da Polícia Militar de 2009, um grupo de 1.375 novos PMs foi enviado às ruas após ter passado pelo curso de formação. No entanto, muitos concorrentes que não chegaram a ser classificados esperam até hoje que a Secretaria de Defesa Social (SDS) os chamem para ingressar na corporação. Segundo alguns concorrentes que participaram da disputa, 99.612 candidatos fizeram as provas. Desse total, foram aprovados 19.612 respeitando as ordens de classificação.

Dos 19.612 aprovados, apenas 6.781 candidatos foram convocados para realizar a segunda fase do concurso, da qual 3.712 candidatos ficaram aptos para entrar no Curso de Formação de Soldados. Dos 3.712, foram convocados os primeiros 2.100 alunos, respeitando as ordens de classificação. Enquanto os 2.100 alunos estavam no CFSd, os 1.612 restante ficaram no aguardo para serem convocados.

Ainda segundo os candidatos, dos 2.100 alunos que entraram no CFSd em 2010 apenas 1.956 alunos se formaram em 18 de fevereiro de 2011. Os outros 1.612 candidatos conseguiram ingressar no CFSd no dia 03 de setembro de 2012. Desses, um total de 1.375 conseguiram se formar no dia 04 de março de 2013. Os candidatos que não chegaram a ser aprovados alegam que existem ainda mais de 230 vagas para serem preenchidas relativas a esse concurso, sem falar nas baixas que acontecem diariamente na PM.

Segundo material enviado ao blog, aproximadamente 12 mil candidatos estão aguardando a convocação por parte do governo do estado. Com a palavra, a SDS ou a Secretaria de Administração do estado. Quando será que essas pessoas serão convocadas para iniciar os cursos? O que o governo pode responder a esse grupo que espera ansioso por uma resposta.