Compaz do Alto Santa Terezinha deve ficar pronto em março de 2014

Oito meses foi o prazo dado pela Prefeitura do Recife para que o segundo Centro Comunitário da Paz (Compaz) seja entregue à população. O equipamento será erguido onde funcionava o Centro Social Urbano (CSU) Afrânio Godoy do Alto Santa Terezinha,  na Zona Norte, e começou a ser construído no final da semana passada com meta de ser a “âncora” do Pacto Pela Vida do Recife na região que registrou 110 homicídios em um raio de dois quilômetros no ano passado. O primeiro dos cinco centros está sendo construído no bairro do Cordeiro.

Maquete do Compaz. Foto: PCR/Divulgação

Maquete do Compaz do Alto Santa Terezinha. Foto: PCR/Divulgação

A obra do Compaz do Alto Santa Terezinha está orçada em R$ 7 milhões e o centro se unirá a outros equipamentos públicos que a PCR entregará na Zona Norte, a exemplo de quatro Upinhas 24h nos bairros de Linha do Tiro, Morro da Conceição – que já estão em construção -, Córrego do Jenipapo e Bomba do Hemetério. Ainda para beneficiar a região, A PCR  transformará o Centro Público de Casa Amarela em um polo de formação de mão de obra qualificada que terá ainda cursos de capacitação e pontos de atendimento da Defesa Civil, Todos Com a Nota e Junta de Alistamento Militar.

O Compaz do Alto Santa Terezinha vai oferecer à população atividades culturais, esportivas, acesso à Justiça e capacitação profissional. Ao todo, 18 bairros serão atendidos, entre eles três que estão nas áreas prioritárias do Pacto Pela Vida do Recife: Água Fria, Dois Unidos e Campo Grande. Serão mais de 221 mil pessoas beneficiadas, com foco nos jovens entre 15 e 29 anos, que são apontados como as principais vítimas da violência no Brasil.