Juíza nega pedido de revogação da prisão do médico Cláudio Gomes

A segunda tentativa da defesa de tirar o médico Cláudio Amaro Gomes, 57 anos, da prisão também não teve resultado posivito. Ontem, a juíza Inês Maria de Albuquerque, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Jaboatão dos Guararapes, negou o pedido de revogação da prisão temporária do suspeito.

Médico está detido no Cotel. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

Médico está detido no Cotel. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

Segundo a polícia, o médico é suspeito da morte do cirurgião Artur Eugênio de Azevedo Pereira, morto no último dia 13 de maio. Cláudio Amaro e o seu filho, Cláudio Amaro Gomes Júnior, 32, também suspeito de ter participado do crime, estão presos desde o dia 3 de junho no Centro de Triagem (Cotel), Abreu e Lima.

No início da semana, o pedido de habeas corpus para o médico já havia sido negado pelo desembargador Marco Maggi, da 4ª Câmara Criminal. De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), a revogação indeferida da juíza foi baseada na decisão de Maggi.

Leia mais sobre o caso em:

Médico apontado como mentor do assassinato de cirurgião diz em carta que é inocente

Confira entrevista com a viúva do médico Artur Eugênio

Ciclistas têm reunião para debater sobre a segurança no Paiva

Devido à onda de assaltos a ciclistas que estão acontecendo no Paiva, mais precisamente no trecho entre a praça do pedágio da ponte e Barra de Jangada, vários grupos de bikes como Cabo Bike, Clube Loucos por Bike, Geração Bike, Pedalando com Tatu, Ciclistas de Cristo e outros participarão de uma reunião nesta sexta-feira, às 18h, no Hotel Barramares, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes.

O grupo pretende se reunir com representantes da Rota dos Coqueiros (Paiva), com o deputado estadual Betinho Gomes e representantes da Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes.

No mês passado, a redação do Diario de Pernambuco recebeu denúncias de pessoas que estavam reclamando de assaltos na localidade. As queixas davam conta de que os ciclistas eram abordados por bandidos que saíam dos mangues para roubar as bicicletas.

Na época das denúncias, a assessoria de comunicação social da Polícia Militar de Pernambuco orientou os ciclistas a formalizarem uma queixa diretamente ao Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), cuja central telefônica é o 3181-3620, além, claro do próprio 190, bem como à Polícia Civil para que o fato seja investigado.

Já a Concessionária Rota dos Coqueiros, empresa responsável pela operação e manutenção do sistema viário do Paiva, informou que os trechos de rodovias que antecedem a praça de pedágio de Barra de Jangada e sucedem a praça de pedágio de Itapuama, são de responsabilidade do Governo do Estado por meio do Departamento de Estradas e Rodagem (DER).