Moradores do Espinheiro fazem protesto neste sábado

Cansados da violência, moradores do bairro do Espinheiro, Zona Norte do Recife, decidiram sair às ruas para chamar a atenção das autoridades de segurança pública do estado. Neste sábado, a partir das 8h, eles farão uma caminhada pelas principais vias do bairro para pedir por mais policiamento. A caminhada da paz terá concentração ao lado da Igreja Matriz do Espinheiro.

Carro da vítima foi abandonado no Espinheiro. Fotos: Guilherme Verissimo/Esp DP/DA Press

População ficou assustada após crime praticado no bairro, na semana passada, por volta das 12h. Fotos: Guilherme Verissimo/Esp DP/DA Press

Os moradores pretendem percorrer as ruas Padre Silvino Guedes, Manoel de Carvalho, Carneiro Vilela, Avenida Santos Dumont, ruas Teles Júnior e Gomes de Matos Júnior. O ato será encerrado com um minuto de silêncio para lembrar a morte do condutor de transporte escolar Jorge Rodrigues de Lima Maciel, morto com um tiro na cabeça na quarta-feira da semana passada.

A caminhada foi anunciada no fim semana durante a missa da Igreja do Espiheiro. Panfletos convocando a população para a manifestação também estão sendo distribuídos no bairro em pontos comerciais e escolas. Nas ruas, moradores se queixam de assaltos frequentes a qualquer hora do dia. À noite, ninguém se sente seguro. As pessoas estão evitando sair. “Há 15 dias uma senhora foi assaltada por dois homens armados em uma motocicleta enquanto abria a porta da sacristia da igreja”, contou a secretária da paróquia, Zenaide Moraes de Oliveira.

Os autores do homicídio contra Jorge Rodrigues ainda não foram presos. O delegado Bruno Magalhães, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), informou que está avaliando as imagens captadas pelas câmeras de segurança dos condomínios próximos ao local, onde ocorreu o assassinato, e da Praça da rua 48, local onde os ladrões abandonaram o gol da vítima, logo após o crime. “São muitas imagens estamos fazendo o levantamento para tentar identificar os criminosos”, informou.

O policiamento na área é de responsabilidade do 13º batalhão. Segundo a assessoria de Comunicação Social, a PM faz rondas ostensivamente na região com emprego de viaturas e motos. Também há rondas de rotina com a Patrulha dos Bairros do Espinheiro e da Encruzilhada. Segundo o 13º BPM, não havia registro de homicídio na área nos últimos quatro meses.