Caruaru ou Petrolina devem receber Patrulha Maria da Penha

Depois das três viaturas policiais que passaram a fazer visitas às casas de mulheres que prestaram queixas de agressões ou ameaças nas delegacias especializadas de atendimento à mulher no Grande Recife, a Polícia Militar estuda a possibilidade de estender o programa para o interior do estado.

Patrulha foi lançada no mês passado. Foto: Aluisio Moreira/SEI

Patrulha foi lançada no mês passado. Foto: Aluisio Moreira/SEI

De acordo com o comandante da Polícia Militar de Pernanbuco, coronel Carlos Pereira, na próxima semana será feita uma avaliação dos primeiros dias de atividade do programa na RMR. Depois disso, os municípios de Caruaru ou Petrolina ou os dois ao mesmo tempo, poderão receber o programa também.

A Patrulha Maria da Penha foi uma das ações anunciadas no último dia 23 pelo governador Eduardo Campos durante o lançamento do programa Justiça para as Mulheres: Agora e Sempre, que pretende reforçar as estratégias adotadas no plano estadual para prevenir, punir e erradicar a violência contra as mulheres. Além disso, o programa propõe ainda um mutirão para acelerar o julgamento dos processos que tramitam nas varas de violência e familiar contra a mulher e o uso de tornozeleiras eletrônicas para monitorar os homens agressores.

Leia mais sobre o assunto em:

Governo do estado lança Patrulha Maria da Penha

PMs de Pernambuco terão desconto na compra de livros na Bienal

O policial militar da ativa ou da reserva que comparecer entre os dias 4 e 13 de outubro deste ano à 9ª Bienal Internacional do Livro 2013 terá descontos de até 30% na compra de livros. A iniciativa desse benefício foi da Diretoria de Ensino, Instrução e Pesquisa da PMPE (DEIP).

Para o policial militar ter acesso gratuito ao evento e, sobretudo, ao desconto na aquisição de livros, deverá comparecer ao local da Bienal, pavilhão de exposições do Centro de Convenções de Pernambuco, munido de carteira de identidade militar para credenciamento. Vale salientar, que o servidor do Quadro Permanente de Pessoal Civil da Corporação, também terá direito ao desconto, desde que esteja munido da identidade Civil da PMPE.

BIENAL – O evento, que trás a temática “Literatura, Futebol e Identidades Nacionais”, volta a ser palco das discussões e debates que fomentam a feira literária referência de Pernambuco. Os escritos Gilvan Lemos e Antônio Maria serão os grandes homenageados desta 9ª edição.

Nesta nona edição do evento, livreiros, editores e distribuidores de todo o Brasil estarão reunidos mais uma vez, consolidando o estado como um dos mais importantes polos literários do país. O evento, que já faz parte do calendário cultural pernambucano, contempla leitores de todas as idades e escritores de todos os estilos.

Na programação haverá palestras, oficinas literárias, bate-papos, apresentações infantis e muitas outras atividades. E tudo isso numa grande estrutura, com espaços exclusivos.

Com informações da assessoria de imprensa da Polícia Militar

Jovens começam formação no programa Trampolim

Os primeiros 40 jovens de 27 bairros do Recife que farão parte do programa Trampolim participaram na manhã desta quarta-feira do lançamento do projeto. A iniciativa é resultado de uma parceria da Prefeitura do Recife com o Centro Cultural Picadeiro, que vai transformar em arte-educadores 160 jovens com mais de 18 anos, egressos da Funase ou usuários em liberdade assistida.

Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Programa foi lançado nesta terça-feira. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

O programa que integra o eixo Recuperação de Situação de Risco do Pacto Pela Vida do Recife vai formar quatro turmas que receberão durante três meses aulas de arte, teatro, coreografia, cidadania, direitos humanos e código de trânsito brasileiro. Cada jovem receberá uma bolsa de R$ 200 no primeiro mês; R$ 250 no segundo e R$ 300 no terceiro. Após o curso, os jovens poderão trabalhar em secretarias da PCR, como a de Mobilidade ou Segurança.

Jovens participaram do lançamento do programa. Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Jovens participaram do lançamento do programa. Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

A PCR investirá R$ 341 mil no programa, que integra o eixo Recuperação de Situação de Risco do Pacto Pela Vida do Recife – os alunos moram nos bairros prioritários do pacto. Os estudantes da primeira turma atuarão como orientadores de trânsito da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano. Outros jovens também serão capacitados para trabalhar como orientadores de cultura de paz em parques e avenidas da cidade, assim como mobilizadores comunitários dos Centros Comunitários da Paz (Compaz).

Dez PMs são indiciados pelo desaparecimento de Amarildo

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil fluminense encaminhou, na noite dessa terça-feira, ao Ministério Público do Rio, a conclusão do inquérito sobre o desaparecimento do ajudante de pedreiro Amarido de Souza, 47 anos. Ele sumiu no dia 14 de julho depois de ser levado para a sede da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha.

O documento indicia dez policiais militares lotados à época na UPP , entre eles, o ex-comandante da unidade, major Edson dos Santos. Todos vão responder pelos crimes de tortura seguida de morte e ocultação de cadáver. O promotor de Justiça, Homero de Freitas, encarregado do caso, disse que vai oferecer denúncia contra os acusados nos próximos dias.

O advogado da família de Amarildo, João Tancredo, disse que, ao tomar conhecimento da conclusão do inquérito, ligou para Bete, mulher de Amarildo, e declarou que não esperava resultado diferente. Segundo ele, Amarildo foi levado para a sede da UPP, onde foi torturado e morto. “Os policiais que prenderam Amarildo disseram que depois de ouvi-lo o liberam para ir para casa na noite de 14 de julho. Inclusive, o major Edson disse que cumprimentou Amarildo e entregou os documentos a ele”.

O advogado João Tancredo explicou que se Amarildo tivesse ido para casa, pelo caminho apontado pelos militares, que leva à localidade conhecida como Dioneia, a câmera instalada 10 metros à frente teria registrado a presença do ajudante de pedreiro descendo as escadarias em direção à casa onde morava, e, de acordo com o advogado, não há imagens da vítima deixando a UPP. “Outras duas câmeras de segurança estavam desligadas ou queimadas, mas essa de acesso à Dioneia e a outra instalada no portão vermelho estavam funcionando e não mostram Amarildo deixando a unidade”, disse.

Da Agência Brasil