Ipojuca recebe reunião itinerante do Pacto pela Vida nesta quinta

O Comitê Gestor do Pacto pela Vida (PPV), que se reúne toda semana no Recife, está promovendo algumas reuniões itinerantes. O monitoramento desta semana será sediado em Ipojuca, no Litoral Sul do estado. O objetivo é tratar das ações de prevenção à violência de forma integrada entre o município e o estado. O encontro acontece no Hotel Armação, em Porto de Galinhas, na manhã desta quinta-feira, com início às 8h30.

Dentre as ações de prevenção já em curso, destaques para a área de educação, com a Patrulha Escolar Municipal; para a social, com enfrentamento ao crack; e proteção ao gênero, com a Patrulha Maria da Penha, cujas viaturas da Metropolitana Sul atendem também àquele município. Ipojuca pertence à Área Integrada de Segurança (AIS) 10, da qual o Cabo de Santo Agostinho também faz parte.

Participarão da reunião o prefeito de Ipojuca, Carlos Santana, secretários municipais, além dos secretários estaduais que integram as Câmaras do Pacto pela Vida (Seplag, SDS, SDSDH, Seart, Seres) bem como representantes do MPPE e Judiciário.

Neste ano, Ipojuca é o quinto município a sediar a reunião do Comitê Gestor. As primeiras reuniões descentralizadas ocorreram nos municípios de Santa Cruz do Capibaribe (Agreste), Vitória de Santo Antão (Zona da Mata), Caruaru (Agreste) e Jaboatão dos Guararapes (Região Metropolitana do Recife).

SERVIÇO:
33ª Reunião do Comitê Gestor do Pacto pela Vida – Ipojuca
Dia e horário: quinta-feira, 10 de outubro, às 8h30
Local: Hotel Armação, Salão Caboclinho, em Ipojuca
Endereço: Loteamento Merepe II, Quadra G1, Lotes 07 e 09, Porto de Galinhas (após o Enotel)
Fone de contato: (81) 3311.6000

Com informações da assessoria de imprensa da Seplag

Família de policial pernambucano morto em serviço terá indenização de R$ 70 mil

O governo do estado publicou lei no Diário Oficial do estado desta quarta-feira assegurando aos policiais civis e aos militares de Pernambuco, ativos ou aposentados, da reserva remunerada ou reformados, a indenização por invalidez permanente total ou parcial por acidente em serviço ou fora dele, além dos casos de morte. Os valores variam de R$ 13 mil a R$ 70 mil.

Polícia Militar faz homenagem a PMs mortos. Foto: Inês Campelo/DP/D.A Press

Polícia Militar faz homenagem a PMs mortos. Foto: Inês Campelo/DP/D.A Press

Confira o que diz a lei nº 15.121, que altera a lei nº 15.025 de 20 de junho de 2013

A indenização por invalidez permanente total por acidente em serviço será devida quando decorrente de evento que cause invalidez permanente total de membro, órgão, sentido ou função, e ocorrer em situação que tiver relação de causa e efeito direta com o exercício das funções do Policial Civil ou Militar do estado, impossibilitando o
desempenho da sua atividade fim, bem como de qualquer outra atividade laborativa.

A indenização por invalidez permanente parcial por acidente em serviço será devida quando decorrente de evento que cause invalidez permanente parcial de membro, órgão, sentido ou função, e ocorrer em situação que tiver relação de causa e efeito direta com o exercício das funções do Policial Civil ou Militar do estado, impossibilitando o
desempenho da sua atividade fim, todavia não impedindo o desempenho de outra atividade laborativa.

A indenização por invalidez permanente total por acidente fora de serviço será devida quando decorrente de evento que cause invalidez permanente total de membro, órgão, sentido ou função, e ocorrer sem relação de causa e efeito direta com o exercício das funções do Policial Civil ou Militar do Estado, impossibilitando o desempenho da
sua atividade fi m, bem como de qualquer outra atividade laborativa. (AC)

…Continue lendo…

Comerciantes e moradores do Espinheiro pedem câmeras da SDS

Comerciantes e moradores do bairro do Espinheiro, no Recife, enviaram nota ao blog junto com pedido a ser feita à Secretaria de Defesa Social (SDS). Eles cobram a implantação de câmeras de monitoramento na Rua do Hora, no cruzamento com a Rua Barão de Itamaracá, e com a Rua Amélia, além de um equipamento na esquina da Rua do Espinheiro com a Rua Barão de Itamaracá, na Zona Norte da cidade.

Nando Chiappetta DP/D.A Press

Frequentadores do bairro estão assustados. Foto: Nando Chiappetta DP/D.A Press

Eles alegam que estão acontecendo constantes arrombamentos de carros, assaltos a bancos e roubos a transeuntes na localidade, que é um conhecido polo gastronômico do Recife. “Não temos nenhum respaldo da polícia, talvez, a presença das câmeras da SDS possa coibir esses delitos. Sei que temos uma delegacia e Patrulha do Bairro, mas isso também é pouco”, afirmou o comerciante Beto Lopes.

Leia mais sobre o assunto em:

Pernambuco terá mais 47 câmeras de monitoramento até o final deste mês

Prefeito do Recife quer fazer um 6º Compaz na cidade

Mesmo não estando no plano inicial de governo, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, já sinalizou que pretende construir um sexto Centro Comunitário da Paz (Compaz) na cidade. O mais novo Compaz deverá ser erguido no terreno da antiga fábrica de estopas localizado na Avenida Caxangá, no bairro do Zumbi. A ideia inicial era de fazer cinco centros. A Prefeitura do Recife está construindo os primeiros Compaz nos bairros dos Torrões, Totó, Santo Amaro, Ibura e Alto Santa Terezinha.

Novo Compaz será na Caxangá. Foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

Novo Compaz será na Caxangá. Foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

O principal objetivo do Compaz é oferecer alternativas para prevenir a criminalidade e o consumo de drogas, principalmente entre os jovens, além de funcionar como uma ferramenta de inclusão social. Esse trabalho será realizado através de políticas integradas e equipamentos de alta qualidade. O modelo é baseado em experiências que deram certos em outras cidades do mundo.