Um total de 297 pessoas foram presas na Operação PC27

A Polícia Civil de Pernambuco fechou com um total de 297 pessoas presas durante a realização da Operação PC 27, deflagrada pelas policiais civis de todos os estados brasileiros. A “Operação PC27”, em Pernambuco, contou com 1.347 profissionais de segurança pública dentre delegados, escrivães e agentes. Durante todo dia de ontem, os agentes estiveram atuando no tráfico de drogas, venda de produtos piratas, roubo de carros, cumprindo mandados de prisão e de busca e apreensão, entre outras diligências.

Do total de 297  procedimentos realizados pela polícia,  resultaram na prisão de  93 pessoas por cumprimento de Mandados de Prisão, 74 prisões em flagrantes, 17 apreensões de menores e mais quatro flagrantes de menores além de 109 Termos Circunstanciados de Ocorrências TCO´s.

Dentre os materiais apreendidos a Polícia Civil registrou 10 armas, 20 veículos, quase 6kg de maconha, 1 quilo e 100 gramas de cocaína, 10 kg de crack além de R$845,00 em espécie. O chefe em exercício da Polícia Civil, Romano Costa, considerou a operação exitosa com um trabalho integrado entre os demais Estados em parceria com o Ministério Público e o Poder Judiciário.

Da Assessoria de imprensa da Polícia Civil

Secretaria de Defesa Social instala placas em lugares monitorados por câmeras

A Secretaria de Defesa Social (SDS) instalou diversas placas em vários pontos do Grande Recife informando à população sobre o videomonitoramento. Numa ação do Pacto pela Vida, as sinalizações estão indicando os pontos que estão sob vigilância durante 24 horas. Além disso, ressaltam a seguinte frase: “Prevenção contra o crime, em defesa do cidadão.” Em destaque ainda na placa o número da Polícia Militar para registrar ocorrências. “Emergência policial 190.”

Ao longo da Av. Norte já existem várias placas. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Ao longo da Av. Norte já existem várias placas. Foto: Wagner Oliveira/DP/D.A Press

Atualmente, mais de 600 equipamentos de videomonitoramento estão espalhados pela Região Metropolitana do Recife (RMR). Eles registram ocorrências como roubos de carro, acidentes, assaltos e depredação do patrimônio público, o que facilita as prisões em flagrante e as investigações policiais. Desde o mês de março, os circuitos de câmeras da SDS e da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) passaram a funcionar em conjunto.

Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press Placa de monitoramento do pacto pela vida no bairro do Rosarinho.

Sinalização no bairro do Rosarinho. Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press

Juntos, os dois órgãos têm mais de 600 equipamentos vigiando as ruas do Recife todos os dias. A parceria que é inédita no estado foi assinada pelo prefeito Geraldo Julio e o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio.

Ministério da Justiça lança campanha de combate ao crack

Da Agência Brasil

Cerca de 370 mil moradores das principais capitais brasileiras usaram crack, pasta-base, merla e oxi regularmente durante o período de 2012. Os dados são de pesquisa encomendada pelo Ministério da Justiça e revelam que 14% dos usuários, ou seja, mais de 50 mil pessoas, são crianças e adolescentes. A maioria é formada por homens solteiros, negros, pardos e indígenas com baixa escolaridade.

Os resultados da pesquisa, apresentada em setembro deste ano, serviram de subsídio para o governo federal fazer os primeiros ajustes no Programa Crack, É Possível Vencer. O programa prevê ações integradas de combate ao tráfico e de apoio aos usuários e suas famílias. Nesse contexto, o Ministério da Justiça lança campanha publicitária que começa a ser exibida hoje (28), na TV aberta, mídia impressa e na internet.

O foco da campanha é mostrar que o uso da droga deve ser combatido por toda a sociedade já que, segundo o estudo, 79% dos usuários de droga desejam se tratar mas têm dificuldade em encontrar ou ser atendidos em postos, centros de saúde e clínicas de recuperação. A campanha será veiculada por dois meses e, de acordo com o ministério, teve custo de R$ 15 milhões.

A população pode acompanhar o andamento das ações do programa em seus estados e municípios pelo site do observatório Crack, É Possível Vencer. Na página da internet é possível pesquisar serviços das redes de saúde e assistência social voltados para o atendimento do usuário de drogas, além dos resultados do programa na área de segurança pública e prevenção. A Agência Brasil tentou acessar a página esta manhã, mas ela estava indisponível.