Batalhão de Choque faz varredura na Funase do Cabo

Policiais militares do Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) realizam nesta terça-feira uma varredura na unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Segundo o secretário da Criança e Juventude, Pedro Eurico, o “pente fino” na unidade tem o objetivo de encontrar armas, drogas e aparelhos de telefones celulares.

“Estamos adotando esse procedimento para evitar a entrada de coisas proibidas na unidade. Geralmente, de 15 em 15 dias, estamos solicitando essa revista. A cada vistoria, a quantidade de armas, drogas e celulares apreendidos está diminuindo”, apontou o secretário Pedro Eurico, acrescentando que antes o procedimento não era realizado com frequência nas unidades.

Delegacia do Turista investiga furto à delegação da Espanha

A Delegacia do Turista da Polícia Civil de Pernambuco abriu inquérito para apurar a denúncia de um suposto furto à delegação da Espanha, ocorrido dentro do Hotel Golden Tulip, em Boa Viagem, onde os europeus se hospedaram em sua passagem pelo Recife. A polícia tem 30 dias para concluir as investigações.

Seleção da Espanha ficou hospedada em Boa Viagem. Foto: Paulo Paiva/DP/D.A Press

Seleção da Espanha ficou hospedada em Boa Viagem. Foto: Paulo Paiva/DP/D.A Press

A primeira versão indicava que os quartos de alguns atletas teriam sido violados por um funcionário do hotel. Outra apontava que a delegação teria participado de um jantar após a vitória sobre o Uruguai, embalado por uma banda de pagode. Na sequência, cinco jogadores e um membro da comissão técnica teriam subido para um dos aposentos com cinco mulheres para uma partida de strip poker. Durante essa festinha particular, alguns pertencentes teriam desaparecido.

O diretor da Capital e da Região Metropolitana da Polícia Civil, Luiz Andrey, informou que o delegado Luiz Alberto será o responsavel pelo inquérito. “Um total de 27 pessoas que trabalham no hotel já foram ouvidas e enviamos uma carta precatória para o Rio de Janeiro e pessoas da delegação espanhola serão ouvidas para falarem efetivamente o que teria ocorrido”, afirmou Andrey.